sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Fotografias de João Fortunato de Pinho

No âmbito de um protocolo celebrado com o Arquivo Municipal de Albergaria-a-Velha, João Manuel Estrela de Pinho Dias, neto do artista Albergariense João de Pinho, cedeu dois álbuns de fotografias do seu avô, que contêm imagens do final do século XIX e início do século XX.

João Fortunato de Pinho, para além de desenhar e pintar, foi fotógrafo amador quando esta arte era uma novidade em Portugal, tendo ainda fundado, em 1896, o jornal Correio de Albergaria. Nos dois álbuns cedidos ao Arquivo Municipal, encontram-se dezenas de fotografias antigas de locais do Concelho – Fábrica de Papel de Valmaior, Praça Comendador Ferreira Tavares, Quinta da Boa Vista, Igrejas de Alquerubim e Angeja - bem como de alguns eventos importantes – o Carnaval de Albergaria-a-Velha ou a primeira excursão de comboio da Vila da Feira até Albergaria-a-Velha.

O Arquivo Municipal, na sua missão de preservação, tratamento e difusão de importantes documentos históricos, vai proceder à digitalização das imagens, que ficarão guardadas na coleção “Fotografias de Albergaria-a-Velha”. Os dois álbuns originais serão, depois, devolvidos ao proprietário, juntamente com as digitalizações feitas pelos técnicos do Arquivo.

Estas fotografias vêm enriquecer o património arquivístico do Município, dando-se, assim, mais um passo na preservação da nossa memória coletiva.

Para Delfim Bismarck, Vice-Presidente da Câmara Municipal, “o presente acervo de imagens é de grande importância para o concelho de Albergaria-a-Velha bem como para a região de Aveiro, já que aqui podemos encontrar imagens únicas de diversos aspetos desta e de outras regiões do país. Em muitos casos, apresentam igualmente as únicas imagens conhecidas de algumas personalidades do concelho”.

CMA, 13/02/2014

DADOS BIOGRÁFICOS DE JOÃO DE PINHO

Natural de Albergaria pertencia à família da célebre e bi-centenária Estalagem dos Padres. Era um artista: desenhava, pintava e era fotógrafo amador quando esta arte dava os primeiros passos no País.

Em 1896, com 25 anos, fundou e dirigiu o jornal "Correio d'Albergaria" que durou até 1908.

Lançou a primeira colecção de 14 postais ilustrados de Albergaria-a-Velha, em 1908, com clichés [fotos] por ele realizados em 1907 e 1908 e mandados imprimir em Paris.

Dedicou-se à busca de documentos sobre a história da região, muitos dos quais publicou no "Jornal de Albergaria", bem como publicou um pequeno volume, no começo do século, sobre o Convento de Serém e as ligações constantes dos seus frades com Albergaria. Foi tesoureiro de Finanças em Albergaria e em outras vilas e cidades.

Fonte: António Homem de Albuquerque Pinho, "Gente Ilustre em Albergaria-a-Velha"

http://blogdealbergaria.blogspot.pt/2011/04/joao-pinho-1871-1939.html


Sem comentários: