segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Revista Albergue

Câmara Municipal lança revista sobre História e Património

Na tarde de 8 de novembro, pelas 16h00, vai ser apresentada, na Biblioteca Municipal, o primeiro número da revista Albergue – História e Património do Concelho de Albergaria-a-Velha. Esta publicação, de periodicidade anual, é editada pela Câmara Municipal e reúne os mais recentes estudos de reputados autores, historiadores, arqueólogos e investigadores sobre o Concelho.

Para a autarquia Albergariense, esta nova revista pretende desempenhar diversas funções, das quais se pode destacar: veículo de inventariação, preservação, valorização e divulgação do Património do Concelho de Albergaria-a-Velha; órgão de discussão da memória coletiva; local onde aqueles que se dedicam ao estudo da História e do Património deste concelho possam editar os resultados dos seus estudos, fomentando e incentivando, assim, o aparecimento de mais e melhores trabalhos de investigação sobre estas temáticas; meio de angariação de uma base de dados iconográficos, impedindo assim o desaparecimento de um sem número de documentos gráficos e fotográficos; e publicação de permuta com outras autarquias, de forma a enriquecer os seus fundos bibliográficos de forma pouco dispendiosa.

Segundo Delfim Bismarck, Vice-Presidente da Câmara Municipal, a revista Albergue pretende contribuir “para que os Albergarienses, bem assim como todos aqueles que aqui vivem, trabalham ou daqui descendem, tenham um melhor conhecimento do seu passado coletivo, da sua História e do seu Património, para que fiquem mais atentos, sensíveis, defensores e fruidores daquele que foi o legado das gerações que nos antecederam.” Quanto à escolha do nome da revista, o autarca, que também é Historiador, afirma que  “para além de simbolizar a sua relação com o nome da cidade sede do concelho, homenageando-a, representa também o facto de albergar, abrigar e conter informações importantes para o conhecimento do território e das gentes que viveram ao longo dos séculos que importa preservar.”

Neste primeiro número, os temas são diversos – A Arte Retabular na Igreja Paroquial de Santa Cruz; a Linha Férrea do Vale do Vouga e a Chegada do Comboio a Albergaria-a-Velha; Talábriga; um perfil de Bernardino Máximo de Albuquerque; entre outros – havendo, ainda, um artigo do conceituado historiador, José Mattoso, com o título Albergaria-a-Velha: uma velha identidade.

CMA, 03/11/2014


- A Arte Retabular na Igreja Paroquial de Santa Cruz
- A Linha Férrea do Vale do Vouga e a Chegada do Comboio a Albergaria-a-Velha
- Talábriga;
- Perfil de Bernardino Máximo de Albuquerque
- Albergaria-a-Velha: uma velha identidade - José Mattoso

(entre outros)

Sem comentários: